Mitos do mobile marketing

molho_telemoveis

Mitos

Muito se diz sobre a eficácia ou não das campanhas de mobile marketing e ao longo dos anos foram sendo criados vários mitos que são importantes desmistificar para podermos abraçar o mobile marketing como um amigo e não como um bicho papão.

Serve apenas grandes marcas e empresas

Errado. Todas as marcas, grandes os pequenas, podem realizar campanhas de mobile marketing. O importante é que adequem os seus recursos e conteúdos ao público. É óbvio que as grandes marcas possuem orçamentos maiores, mas isso é de hoje e de sempre, o que o mobile marketing permite é que até o mais pequeno negócio possa enviar comunicações directamente para os seus clientes sem que para isso tenha de despender milhares de euros.

Mensagens mobile marketing são SMS

Incorrecto. Quando se fala em mensagens de mobile marketing não estamos apenas a falar de SMS. Existem também Flash SMS, Mensagens de Voz, Push Notifications, Wap Link ou Mobile Adevertising. Cada uma delas tem um fim específico e deve de ser adequada ao conteúdo que se deseja transmitir e ao público a quem nos estamos a dirigir.

Os utilizadores estão sempre em movimento

É verdade que mobile significa movimento e que os utilizadores podem estar em qualquer lugar no momento em que recebem as mensagens e que podem levar consigo os telemóveis para todo o lado. Isto não significa que os destinatários estão sempre fora de casa ou longe de um computador. O que é importante é enviar as comunicações a horas que se adequem ao comportamento conhecido do nosso público-alvo. Isto leva-nos ao mito seguinte.

As mensagens podem ser enviadas a qualquer hora

É verdade que quase ninguém desliga os seus telemóveis. Mas convenhamos que receber uma SMS às 23h30 a alertar para uma promoção pode ser um grande tiro no pé que as marcas dão ao interromperem o descanso dos seus clientes ou futuros clientes. Há que conhecer os hábitos do nosso público-alvo e comunicar com este nos momentos mais adequados.

Os públicos-alvo são muito jovens

Hoje em dia até os nossos avós ou tios mais velhos fazem uso dos telemóveis. Mesmo em casos em que não conseguem escrever e enviar mensagens, conseguem ler as SMS que lhes são enviadas.

Uma App é fundamental para a estratégia de mobile

As apps fazem apenas parte de uma estratégia global de mobile marketing. Não é fundamental que exista uma App na campanha, esta apenas deverá de existir caso faça sentido para a marca. Vivemos durante muitos anos sem Apps. Há vários anos que as campanhas de mobile marketing já existem e com elevadas taxas de sucesso.

A tecnologia é complicada

Nada mais longe da verdade. Através de um simples interface web (ou website como também é conhecido) é possível gerir as listas de contactos, segmentá-las, criar mensagens, calendarizar os envios e obter relatórios de entrega. Em menos de 10 minutos pode lançar uma campanha de mobile marketing e chegar aos seus clientes actuais e futuros.

Todos os utilizadores são iguais

Se é verdade que quase toda a população possui um telemóvel, também é verdade que estamos a falar de pessoas com características próprias. Então, é extremamente importante segmentar as nossas bases de dados e enviar conteúdos adequados a cada grupo de utilizadores que fazem parte dos nossos contactos.

Ninguém liga às SMS

Errado. Todos os utilizadores vão ver as mensagens que lhes chegam aos terminais. O importante é que o conteúdo seja apelativo e o copy da mensagem seja o mais incisivo e bem escrito possível para que o destinatário não envie a mensagem para o cemitério onde todos os dias são enterradas milhões de mensagens publicitárias mal escritas ou desajustadas para quem as recebeu.

Apenas existem conversões se a mensagem encaminhar para um site

Não é verdade. Muitas campanhas servem para alertar os destinatários acerca de um produto ou serviço ou de uma promoção para a qual o utilizador se tem de deslocar a um espaço físico. É claro que se existir um website onde o consumidor possa obter mais informações, melhor. Mas isto é apenas um complemento e não algo que seja absolutamente fundamental para a campanha resultar.

Não é necessário um site mobile

Caso a sua campanha de mobile marketing encaminhe os utilizadores para um website ou para uma landing page, é fundamental que o utilizador possa navegar confortavelmente quando lá for aceder. Nada é mais frustrante do que ter de andar a aumentar e a diminuir o zoom do ecrã do nosso smartphone para poder ler o que está escrito na página que estamos a consultar.

Os destinatários necessitam um smartphone

Totalmente errado. Apesar de a taxa de utilizadores com smartphones ter aumentado, existem ainda muitos telemóveis e terminais não tão modernos quanto isso. Uma SMS ou uma mensagem de voz qualquer telemóvel consegue receber se deseja enviar.

 

Se depois desta lista ainda se lembrarem de mais, partilhem connosco e de uma vez por toda vamos afugentar estes fantasmas e caminhar pelos trilhos do mobile marketing sem receio.

Direitos da imagem: https://www.flickr.com/photos/believekevin/

Deixe um comentário