O SMS como meio para reativar antigos clientes

Olá a tod@s!

Espero que as vossas campanhas estejam a correr pelo melhor caminho!

Muitas empresas concentram os seus esforços na aquisição de novos clientes. Mas muitas vezes, as pequenas e médias empresas, se esquecem dos clientes antigos que, por uma variedade de razões, não fazem mais pedidos.

A relação entre uma empresa e os membros da base de dados têm dinâmicas muito semelhantes ao relacionamento entre pessoas: um começo com riquezas de interesse e entusiasmo, uma fase de crescimento seguida de um período estagnado quando as interações diminuem e o nível de envolvimento fica parado. Esse desinteresse acontece por vários motivos. Com o passar do tempo, as ofertas comerciais, o conteúdo e até mesmo os itens de e-mail começam a parecer menos atraentes para os olhos do utilizador. Então, determina que as mesmas pessoas que nos amam com loucura começam a sufocar, param de abrir os e-mails que enviamos, deixam de clicar nas nossas “call-to-action” e tornam-se todos adormecidos.

Um estudo internacional estima que, em média, há uma percentagem de clientes inativos em cada base dados, igual ou superior ao 25% do total. Um valor alto, é claro, mas com um potencial que vale a pena explorar, especialmente se considerarmos que a recuperação de uma pessoa já registada na base dados é menos dispendiosa do que comprar uma nova.

Graças às taxas de abertura em média de 98%, o SMS é uma ótima oportunidade para as empresas, sendo um canal muito útil também para recuperar a confiança do cliente, fidelizá-lo e acompanhá-lo no caminho da sua compra –  antes, durante e depois.

O que significa, ter a certeza de que os destinatários abrem as mensagens e visualizam o conteúdo. Cabe à empresa disponibilizar conteúdo versátil, breve e capaz de alcançar os clientes dentre dos 160 caracteres disponíveis. O que significa recuperar a confiança do cliente e voltar a encaminhá-lo para o caminho da compra.

Sem ideias? Não há problema!

O primeiro passo é a identificação dos dados inativos e os sincronizados!

 A estratégia de reativar via SMS é uma técnica muito eficaz para aumentar o interesse de um contato duradouro que pode sustentar e fomentar a reativação de clientes através das mensagens de texto: identifique os inativos e converta-os num grupo de envio.

Para fazer isso, os elementos-chave são dois: uma plataforma de correspondência profissional, como a Direct100 e um sistema de gestão dos clientes (seja um CRM, um sistema empresarial ou qualquer outra aplicação externa).

A integração dos diferentes sistemas permite a sincronização dos dados, isto é, pode transferir todas as informações sobre os seus clientes para uma plataforma de envio, de modo a que, crie segmentos e perfis de destinatários para abordá-los através de comunicações personalizadas, de acordo com os interesses e as atitudes de compra de cada cliente específico.

Apenas um sms certo para recuperar um cliente…

mas vamos aprofundar este assunto da proxima vez

Espero que o artigo tenha sido útil para as vossas campanhas! 🙂

Até já!

Carolina Benanti & Daniela Gomes

3 passos para o sucesso da SMS!

Olá a tod@s!

Espero que esteja tudo bem e que as vossas campanhas estejam a ser um sucesso!

Hoje, venho retomar e finalizar o assunto do último artigo, mas de forma mais pormenorizada, isto é, vamos resumir em 3 passos, o sucesso de uma SMS!

A sua campanha não está limitada a 160 caracteres…! O SMS é uma tecnologia que emprega recursos e ferramentas que extraem do marketing digital uma visão mais ampla.

Vamos então, ver juntos, as atividades indispensáveis que precisa enquadrar um texto:

1. O primeiro passo: a Segmentação

A regra de comunicação de ouro é a relevância da mensagem: traduzido em boas práticas, significa escolher os destinatários adequados à mensagem a ser enviada. Isto porque, a eficácia das mensagens de texto é reproduzida num equilíbrio delicado entre restrições de conteúdo e a relevância da mesma para o destinatário. Por este motivo, antes de enviar, deve passar pelas atividades de segmentação com base na atividade e setor, interesses e dados
mestre de cada contato.
A segmentação tem um impacto claro e visível nos resultados: as mensagens em massa não são tão eficazes, quanto as enviadas a utilizadores específicos com necessidades específicas.
Neste último caso, de fato, a taxa de conversão é significativamente maior.

2. O segundo passo: a Landing page

Se a leitura da mensagem é o primeiro passo, o segundo passo é seguir uma ação, que se prende com o objetivo verdadeiro do SMS. As mensagens de texto, ajudam a abrir um espaço na vida do cliente e a empurrá-lo para ver, analisar e aprofundar um determinado conteúdo.
Como dar continuidade a estes dois momentos? Com uma landing page!
Uma landing page é uma página móvel otimizada que inclui todos os detalhes sobre produtos, serviços, eventos, concursos, regulamentos e muito mais sobre uma dada empresa. Pode funcionar como complemento ao que está escrito num SMS!
O conceito é o mesmo que os banners digitais e o call to action: com um toque no ecrã, o destinatário pode aprofundar o que foi antecipado nos 160 caracteres do SMS.
Portanto, é essencial inserir o link da landing page no texto do SMS, e ainda é melhor, se o URL da página for curto (short link) para que possa guardar caracteres e deixá-los disponíveis para mais texto.

3. O momento fatal: o Envio

Depois de escolher o tipo de mensagem, criar a landing page, segmentar e configurar o público-alvo apropriado, é hora de agendar os envios…!
Escolher o tempo certo depende de vários fatores, incluindo o segmento do mercado da marca, os hábitos de consumo e o conteúdo da mensagem: por exemplo, se deseja trazer visitantes à loja durante o fim-de- semana, aconselho que envie mensagens às quintas ou sextas-feiras entre as idades compreendidas dos 14 aos 17. É importante evitar as faixas noturnas ou os horários do dia em que um SMS comercial só pode distrair o destinatário.
Do ponto de vista funcional, o primeiro passo é confiar os seus envios a uma plataforma profissional como a Direct100 que, consegue enviar grandes volumes de SMS por segundo, com alta qualidade (premium) e em qualquer lugar do mundo. Contudo, também tem a opção de:

– Agendar o envio, escolhendo a hora e o dia para alcançar os seus destinatários, automaticamente;
– Definir as faixas sem perigo, evitando a entrega durante a noite ou em determinados dias da semana que não é desejado receber;
– Enviar, modificar e reencaminhar a mensagem a qualquer momento;
– Passar mais de 160 caracteres, ampliando o SMS para três, numa única mensagem.

Espero que o artigo tenha sido útil para as vossas campanhas! 🙂
Até já!

Carolina Benanti & Daniela Gomes

Como escrever uma mensagem de sucesso?!

Olá a tod@s! 🙂

Após uma análise dos fatores chave do processo de redação de uma mensagem de texto, entendendo os elementos de escrita, que podem ou não, determinar o sucesso ou falha, de uma campanha de marketing, prevemos a existência de certos truques e boas práticas para escrever tweets, banners perfeitos e e-mail’s com impacto, com vista a alcançar clientes e leads!

O SMS não é exceção: é um canal que, se curvado para fins promocionais, exige doses iguais de criatividade, disciplina, incisividade e profissionalismo.

O SMS não é acompanhado de elementos gráficos e aqui, só pode conter o padrão de 160 caracteres, mas esta ferramenta para além do seu potencial, tem características únicas e vantagens que não podem ser rastreadas em qualquer outro canal digital: ou que outro tipo de apoio pode atingir os clientes com a mesma velocidade e rapidez?

Só a velocidade, é uma espada do SMS de dois gumes: pontual e sistematicamente aberto (as taxas médias de abertura andam em torno dos 98%), mas sempre em equilíbrio com a disponibilidade e impaciência por parte do destinatário.

A atenção dedicada à leitura de um SMS prende-se com uma fração de segundo, ainda inferior à média reservada para o e-mail. E, não há dúvida de que um SMS pouco relevante ou pior ainda, mal escrito, revela-se muito indesejável. Não é uma lição de gramática e sintaxe, mas aplica-se também, às mensagens de texto, que algumas observações destes elementos da escrita são essenciais porque determinam o sucesso ou fracasso de uma campanha de marketing SMS.

O SMS tem a sua morfologia. Vamos olhar empiricamente para um SMS para entender quais os elementos da sua composição. Aqui está o exoesqueleto de uma mensagem de texto:

A morfologia: devemos mover-nos para a prática. Vamos ver algumas dicas a ter em mente ao configurar uma campanha.

O remetente: insira o nome da empresa em questão. A indicação do remetente durante uma comunicação tem tanto de óbvio como de fundamental. Nem sempre todas as plataformas de envio profissional, permitem que configure um remetente alfanumérico, ou seja, significa que pode ir para além do número simples de telefone e personalizar com o nome da empresa. No caso da Direct100, pode personalizar com o nome da sua empresa!

O sender: é o limite de entrada do SMS, ele tem o mesmo papel que o objeto no e-mail. É essencial que o destinatário entenda imediatamente a origem do SMS. Isto porque, não há nada mais spam (que significa algo com aparência ou natureza de spam) que receber mensagens comerciais e promocionais de números desconhecidos.

O destinatário: chame pelo nome! A chance de um SMS invadir o destinatário é vista pelos detalhes, porque são pequenas nuances que fazem um ótimo SMS – começar por uma saudação de boas-vindas e tratar o destinatário pelo nome próprio. Para fazê-lo, é automaticamente na plataforma de envio: basta configurar um campo dinâmico, uma pequena função (por exemplo: Olá <Nome>!) é essencial para dar ao SMS um grau maior de personalização. Na plataforma Direct100 dispomos já de vários campos dinâmicos bem como as suas próprias funções para a personalização do SMS e ajudar os nossos clientes.

A cópia do corpo: vá ao coração da oferta. Após a saudação inicial, não são necessários prefixos, mas toque o coração da comunicação imediatamente, isto é, explique ao destinatário o benefício em delinear o seu caminho através das suas aquisições/compras. Diga aos seus clientes exatamente o que eles devem saber, o resto pode ficar de fora, ou melhor… a meio caminho! Porque, como veremos, tudo o resto é intrínseco às landing pages!

As palavras de ordem – impostas pelo limite de caracteres – são clareza e concisão: a vantagem deve ser definida de forma tão clara e inequivocamente possível.

A lição: Não abuse das palavras de poder. Esta é uma expressão querida para muitos comerciantes e redatores: as palavras de poder são usadas para desencadear uma reação psicológica e emocional no destinatário. Estas, têm a capacidade da persuasão e o potencial da conversão das palavras comuns, oferecendo um incentivo emocional que impulsiona os destinatários para a próxima etapa da jornada do cliente.

As palavras de poder desempenham um papel ainda maior no digital e, em particular, no SMS Marketing, onde o confinamento de mensagens e o baixo limiar de atenção se impõem à mensagem com um maior impacto sobre o público. Mas cuidado, porque projetar um SMS em torno de palavras como “livre, exclusivo” entre outras, também pode prejudicar o desempenho da campanha.

O risco é sobrecarregar o SMS com termos sedutores que, inevitavelmente, acabam por dar esse ar de spam à mensagem. Se a oferta e os benefícios falam por si mesmos, por que eles os saturam com palavras poderosas? O melhor mesmo é que seja claro e conciso!

  • Evite qualquer fala por texto!

O texto falado dificulta a leitura e acaba por ser prejudicial para a imagem da marca. O discurso que fala, significa que o processo de abreviatura de palavras ou a adição de números a uma mensagem para torná-la mais “pomposa” e poupar caracteres. Se o texto falado pode trabalhar em comunicação privada, o mesmo não pode ser dito para o SMS Marketing: acaba por ser irritante, mesmo que a empresa se queira mostrar mais casual. Deste modo, aconselhamos a não usar abreviaturas ou vários tipos de brincadeiras da Internet. A eficácia de uma campanha SMS passa pelo benefício oferecido, não é certamente por um “LOL” ou um “emoji”.

  • Transparência

Indica a possibilidade de desaprovação. Não estamos com isto a dizer, que cada uma das suas apresentações deve conter a indicação da possibilidade da desqualificação da sua lista. No entanto, pelo menos mensalmente, é aconselhável e respeitoso que o destinatário ofereça a possibilidade de exclusão dos envios. Além de, dar transparência e credibilidade às suas comunicações, a inserção de uma declaração de desaprovação reduz os recursos de bloqueio das operadoras. Independentemente do grau de segmentação e relevância das suas campanhas, isto porque haverá sempre alguém na base de dados que deseja interromper o contato.

  • Toque Humano

Mesmo que haja sempre um ato de escrita, muitos SMS parecem ser gerados automaticamente. Para o cliente, nada mais será, do que uma mensagem irrelevante ou até mesmo pior que spam. Dentro dos seus 160 caracteres, o toque humano é crucial, um tom coloquial e direto, mais espontâneo e natural possível. Na direção oposta, evita os termos do jargão de marketing ou as chamadas “gírias” como abreviaturas e tecnicismos que, dão a entender o seu automatismo, mortificando o seu tom e a capacidade persuasiva do SMS, bem como a credibilidade da própria marca.

  • Mensagens de Urgência

Como nenhum outro canal consegue enviar uma sensação de urgência e ser eficaz num curto espaço de tempo. Por conseguinte, é vital que a sua mensagem passe a esta propriedade do meio para incentivar o cliente a agir na direção que indicou. Especifique sempre a duração limitada do desconto, indicando (quando disponível) a última data do prazo. Está cientificamente comprovado que o cliente terá medo de perder alguma coisa!

Esta nossa conversa não termina por aqui, mas não quero tomar muito do vosso tempo!

No próximo artigo, irei continuar a desenvolver este assunto para ajudar-vos nas vossas campanhas!

Espero que tenham gostado do artigo e que seja útil para o vosso negócio!

Até já! 😊

Daniela Gomes & Carolina Benanti